Sobre nós

Curta!

Seguidores

Twitter

Siga por e-mail

Siga!

Eu leio Brasil

Pai bárbaro

Loja do leitor

Meise está lendo

Isadora está lendo

Blog Archive

Favoritos de Meise

Favoritos de Isadora

Tecnologia do Blogger.

Link us

Viciadas em Livros

Arquivo do blog

29 de junho de 2013

Resenha: A menina que não sabia ler

Título: A Menina que Não Sabia Ler (Título original: Florence and Giles)
Autor: John Harding
Número de páginas: 282
Editora: Leya
Sinopse do Skoob

Minha opinião: Há muito tempo queria comprar esse livro, aí ele estava em promoção no submarino (que, aliás, sempre está em promoção por R$ 9,90, corre lá!). Confesso que não estava tão entusiasmada para lê-lo, porém acabei gostando.
   A história acontece no ano de 1891, na Inglaterra; época onde as mulheres eram praticamente proibidas de estudar, e só os homens tinham esses direitos. Florence, uma menina de apenas 12 anos, vive numa enorme mansão juntamente com seu irmão, Giles. Ela costuma dizer que a mansão é mal assombrada, mas não liga muito para isso. Giles é seu meio irmão, Florence perdeu a mãe quando nasceu e seu pai relacionou-se com outra mulher, que engravidou de Giles. Os pais e a madrasta morreram. Quem ficou com a responsabilidade sobre as crianças foi um tio, que não vive com eles, mas é dono da mansão Blithe.
   Até aí, nada estranho. Florence semeia um desejo intenso pela leitura; quando ela descobre a antiga biblioteca da mansão, vê-se descontrolada e acaba aprendendo a ler sozinha. Ela precisava esconder-se, claro, porque, se algum empregado a visse lá, contaria para seu tio, que a condenaria. 
   No decorrer do livro, podemos perceber as dificuldades e os obstáculos que Florence ultrapassa para ler, os esconderijos que encontra e a sua amizade por Theo, além de seu amor incondicional por Giles e o que ela fará por ele nos últimos capítulos.
   As coisas começam a estranhar depois que Giles ganha uma nova preceptora, a Sra. Taylor. Ela sabe que Florence sabe ler e não a proíbe. Porém, Florence começa a achar a nova preceptora estranha demais.
   Será que existe mesmo algo errado com a nova preceptora? Por que o tio de Florence a proíbe de ler? Que segredos Blithe House esconde?
   A história toda é contada em primeira pessoa (Florence, no caso). Adorei a edição da Leya e tudo o mais.
   Não sei se vocês já leram esse livro, mas eu confesso que esperava muito mais. Quando terminei de lê-lo, fiquei imaginando se tudo aquilo foi fruto da imaginação de Florence ou se foi real. Talvez a intenção do autor tenha sido mesmo essa: deixar que o leitor imaginasse o que aconteceu de verdade no conto. Isso é legal, mas eu gostaria de algo concreto.
   Só uma coisa: achei a Florence uma delinquente e maluca, inteligente e perversa. Meu Deus, fiquei pasma com ela! hahaha. Mas enfim, até que o livro é legal.




Classificação: 

Beijos,
Renata.

6 comentários:

  1. Sabe.. Abandonei este livro. Sei lá. Não me senti nada envolvida por ele.
    E não pretendo retomar a leitura tão cedo - mesmo ela estando na minha meta de leitura.

    Beijinhos, Lu
    http://luizando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. já li esse livro e tenho quase certeza que era tudo imaginação. Uma menina de 12 anos em uma mansão proibida de ler, huum, porque não ter alguns delírios kk
    Eu também sempre tive essa vontade de ler, fiquei louca com o final e do que aconteceu com o Theo, tadinho fiquei extremamente triste.
    Ótima resenha,
    Besos
    Gota d'explosão

    ResponderExcluir
  3. Já li esse livro e ele , infelizmente , não entrou pra minha listinha de favoritos ou ótimos , como Aquele livro que eu indicaria . Mas toda leitura é válida e não me arrependo de ter lido !
    Gostei de sua resenha .
    Beijos .
    Ranna - Sonhos na Estante .

    ResponderExcluir
  4. Me interessei... vou procurar para ler... Se eu não encontrar vou compra!!!

    ResponderExcluir
  5. Eu adorei esse livro! E gostei muito do final em aberto. Fique muito tempo imaginando o que acontecia depois. Foi um livro surpreendente porque, apesar de eu saber que era um romance gótico, não esperava pelo rumo que tomou.

    Parabéns pela resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Ha esse livro é muito bom! Eu me surpreendi tanto com o final que nem sabia direito se tinha gostado ou não.. acho que até hoje .. rs. John Harding conseguiu uma trama envolvente e um desfecho incrível.
    O blog aqui sempre lindo! Seguindo ;*
    Beijo ;*
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir

A leitura é uma porta aberta para um mundo de descobertas sem fim. - Sandro Costa

Obrigada pela visita. Sinta-se a vontade para dar sugestões, fazer críticas ou elogios!