Tá perdido?

Carregando...

Sobre nós

Curta!

Seguidores

Twitter

Siga por e-mail

Siga!

Eu leio Brasil

Pai bárbaro

Loja do leitor

Meise está lendo

Isadora está lendo

Blog Archive

Favoritos de Meise

Favoritos de Isadora

Tecnologia do Blogger.

Link us

Viciadas em Livros

Arquivo do blog

8 de julho de 2013

Mordomia literária


E quando comecei a te amar já não era eu. Mudei, e posso dizer que essa mudança já era por muitos esperada, mas ao meu ver era totalmente desprezível, não era urgente. No fundo era, e está sendo exilada em recipientes iguais aqueles que gostamos de admirar, com animais estranhos, anomalias ou algo do gênero. Meus defeitos são anomalias, mas pouco a pouco estão esvaindo. E você é o responsável por isso, somente você. E se me pedissem qual foi o maior bem que me proporcionou, eu diria que foi a cura de algumas doenças, mesmo que benignas, por não precisarem de cirurgia, elas necessitavam de um ser que as queimassem por dentro, para que de lá não se regenerassem.

Desejo te ter ao meu lado, estancando todas as minhas incertezas, a falta de percepção do mundo, e nas pessoas. Te faço tão angelical que chega a ser perturbador. Você não é. É o fato de te amar que faz com que pareça puro e inatingível, cheio de malícias e vulnerável. A verdade é que ao te escrever, luto contra a força que traça minhas palavras, da mesma maneira, todas as vezes, elas não querem dizer outra coisa. Transformam-se medíocres, com um toque de meninice que por nada vai embora. Elas se acostumaram a te falar sempre sobre o quanto me faz bem e não abandono em pensamentos.

Mas quem ama não quer ficar horas escrevendo, até porque simplesmente as palavras não saem, não se solidificam. Cômico. Passei tanto tempo da minha vida esperando por este momento e agora não sei como explicar. Malditos poemas que no final tinham razão, não podemos tentar explicar o amor. Talvez a graça esteja nessa questão. Você ama, você sente o mundo em seu estômago, pode pesar toneladas, pode suplicar por um descanso, mas não saberá pedir socorro, pois ama esta sensação, ama saber que sua vida são dois mundos, dois sentidos, dois porquês.

Os textos ficarão ruins, eu cansei de começar inúmeros e apagá-los conforme desapareciam da ponta de minha língua. Nada é igual, nem minha capacidade de formular versos. Estou envergonhada, pois o amor me solidificou, me tornou só sua, e o que sinto, ficará dito, sentido, por nós dois. Acabou a mordomia literária.

14 comentários:

  1. Nossa eu estou chocada com que você escreveu, além de escrever bem, me tocou e eu não me senti a única que tem sentimentos complexos e tudo mais... É difícil amar, ainda mais de for pelo cara errado, a gente sofre tanto que acaba achando que sofrer faz bem, que talvez seja um tipo de consolo. Mas não é!
    Nós nos iludimos tanto que faz até mal, esse é o problema do amor: nos iludir.
    Parabéns pelo texto Julia.

    ResponderExcluir
  2. Gente... que texto... sem palavras para descrever. Bom saber que não sou o único que tem sentimentos cada vez mais complexos.
    Algumas acham que home não tem sentimento, mas, tem.

    Anderson Inácio
    bondiler.com

    ResponderExcluir
  3. Muito belo o que escreveu, realmente quando estamos amando não conseguimos explicar, fica muito difícil escrever, mas você mostrou muita coisa!

    http://opiniao---propria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. "Desejo te ter ao meu lado, estancando todas as minhas incertezas, a falta de percepção do mundo, e nas pessoas. " Impossível me identificar mais.
    Parabéns pelo texto, amei.

    ResponderExcluir
  5. Obrigada a todos pelos comentários, vocês são uns fofos! <3

    ResponderExcluir
  6. Nossa! Que aperto no coração por esse texto!
    ''Malditos poemas que no final tinham razão...'' Concordo!
    Parabéns, Julia! Você tirou tudo bem do fundo da alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada flor! Fiz ele com todo amor do mundo *-*

      Excluir
    2. ^^ eu acredito!! Quem me dera um pouquinho de criatividade... na verdade, até tenho, mas sou tão confusa que nada fica claro para ir ao papel. kkkk Mas, admiro quem consegue! Parabéns!

      Excluir
    3. Se você tem criatividade é só por em prática e treinar que um dia ele fica do jeito que quer! Obrigada outra vez <3

      Excluir
  7. É bom saber como é o amor :')
    Parabéns pelo texto! ;)

    http://everythingihateintheworld.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a melhor coisa do mundo! Obrigada! *-*

      Excluir
  8. Texto lindo!!!
    Impossível descrever com precisão a sensação de amar....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, e é verdade, muito complicado! *-*

      Excluir

A leitura é uma porta aberta para um mundo de descobertas sem fim. - Sandro Costa

Obrigada pela visita. Sinta-se a vontade para dar sugestões, fazer críticas ou elogios!