Sobre nós

Curta!

Seguidores

Twitter

Siga por e-mail

Siga!

Eu leio Brasil

Pai bárbaro

Loja do leitor

Meise está lendo

Isadora está lendo

Favoritos de Meise

Favoritos de Isadora

Tecnologia do Blogger.

Link us

Viciadas em Livros

Arquivo do blog

28 de julho de 2014

Resenha do livro Claro que te amo! - Tammy Luciano



Olá, queridos! Quantas saudades senti de voltar aqui, ao espaço, e receber calorosamente esse carinho de compartilhar mais novidades da nossa literatura. Vamos lá, conhecer um pouco do trabalho da Tammy Luciano, que tive a feliz oportunidade de ler e, honestamente, minhas impressões sobre o seu trabalho não poderia ser diferente.

Tammy Luciano é uma autora nacional que dispensa qualquer comentário. Com o currículo vasto, que conta com outros trabalhos literários, entrevistas engraçadíssimas em programas de TV e participação ativa na vida dos seus leitores, Tammy divide o seu tempo entre o amor incondicional pela arte de escrever e os vários eventos para os quais é habitualmente convidada. Seja como autora, amiga, conselheira amorosa ou diplomata das melhores relações, ela se sobressai com o sorriso contagiante, com sua simpatia incomparável e sua preocupação com questões que dizem respeito à literatura nacional, sendo uma inspiração por conta de suas conquistas e da sua brilhante caminhada sempre polvilhada de sucessos e boas ideias.

Bem, o amor que Tammy Luciano dedica a questões particulares de sua vida não é “um livro fechado” conforme pensam alguns, pelo contrário. O seu amor pela forma e dinâmica da realidade dos acontecimentos é uma atividade constantemente retratada em seus livros, motivos que valorizam ainda mais a sua técnica. Não poderíamos enxergar outra coisa em Claro que te amo! (Editora Novo Conceito), senão a entrega completa da autora à sua personagem Piera que – longe do nome incomum – é um brilho que ofusca o comportamento do próprio leitor. Piera é a personificação e a caricatura de uma jornada cheia de desvios, típica do mundo que cerca os adolescentes e suas manias. Piera é alguém que supera qualquer obstáculo, atravessa oceanos para conquistar o que quer e, mais ainda, é dona de uma personalidade forte, poderosa e intuitiva, que não escapa de uma mera observação. 

Talvez, o ponto que costura de modo conseqüente o resultado da cadeia de acontecimentos que se sucedem na vida da Piera é exatamente o afinco, a insistência e certeza de que nada poderá anular a sua fugacidade.

 Até que, obra do destino ou não, as estruturas do seu conformismo é abalado pela notícia do casamento do ex-noivo, André, um relacionamento sólido que, por força das próprias desgraças, chega ao fim, deixando para a pobre Piera um legado de tristezas, de dor e um poço de pensamentos infelizes. Esses episódios acompanham o leitor durante a maior parte da leitura do livro e, enquanto naturalmente acontecem, é possível perceber as transformações da personagem e mudança do retrato familiar, da qual vivia afastada, exceto a relação construída com o pai, que é honesta, humana e tocante o suficiente para manter acesa a torcida pelo final feliz.
 
   
 Narrado em primeira pessoa, Claro que te amo! salta aos olhos, destacando o lado belo, humilde e frágil das pessoas. E esses sentimentos provocados pela leitura são justificados pelos ensinamentos e mensagens de conforto que parecem necessários. Não é absolutamente possível prever como as confusões e as armações da Piera terminarão, mas a condução da Tammy para o enredo culmina num desfecho plausível, inesperado e provocador... provocador a ponto de trazer alívio. Com amadurecimento e competência de uma autora consagrada no mercado literário nacional, a Tammy Luciano mistura, em sua obra de ficção, elementos típicos do gênero, não decepcionando na construção e nos diálogos leves, sutis e abertos. A Editora Novo Conceito, também, ganhou pontos com a diagramação, organização do miolo e páginas recheadas de arabescos com marca d’água belíssimas, agregando mais valor ao livro que, definitivamente, é uma obra-prima. Em todos os sentidos.  

     

8 comentários:

  1. Oi Claúdia :)

    É incrível a maneira como esse livro divide opiniões. Já li resenhas falando extremamente mal desse livro, outras falam super bem - como a sua - realmente preciso ler e ver o que achei. Abraços!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Já tinha visto a capa por aí mas ainda não tive aquela vontade louca de ler esse livro, talvez quando tiver menos livros pra ler quem sabe kkk

    ResponderExcluir
  3. Não li ainda nada da Tammy, mas todo mundo que ler, tanto este livro resenhado como os antecessores fala coisas ótimas sobre.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu amei essa capa, mas ainda não tive a oportunidade de ler. Que bom que você gostou tanto do livro e da autora. Eu já li um livro dela e não achei muita coisa não, mas quem sabe eu goste mais desse.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Não gosto muito do gênero, normalmente é o tipo de livro que deixo rolando na estante até finalmente tomar coragem e ler rs. Já tinha ouvido falar da obra e me despertou muita curiosidade, agora ainda mais rs, darei uma chance rs.

    Beijos.
    http://livrosporumbeijo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Resenha, perfeita. Amei o blog. Seguindo, retribue? Beijos.
    http://cantinhudamarih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Que lega. Nunca tinha visto. Preciso de um *----*
    Segui

    http://isadoratendencia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o livro e nem a autora, mas me interessei bastante pela história. Pretendo ler em breve.
    Beijos.

    http://as-coisas-mais-doces.blogspot.com/

    ResponderExcluir

A leitura é uma porta aberta para um mundo de descobertas sem fim. - Sandro Costa

Obrigada pela visita. Sinta-se a vontade para dar sugestões, fazer críticas ou elogios!