Sobre nós

Curta!

Seguidores

Twitter

Siga por e-mail

Siga!

Eu leio Brasil

Pai bárbaro

Loja do leitor

Meise está lendo

Isadora está lendo

Favoritos de Meise

Favoritos de Isadora

Tecnologia do Blogger.

Link us

Viciadas em Livros

Arquivo do blog

9 de agosto de 2014

Resenha: Harry Potter e a Pedra Filosofal - J.K Rowling

Olááá pessoal! Tudo bom?

Demorei mas finalmente comecei a tão famosa saga de Harry Potter! Estou pegando os livros emprestado da minha amiga (e nem preciso dizer que amiga é essa, né? Todo mundo já tá cansado de saber HAHAHA), e estou com um plano de ler cada um em apenas dois dias. Comecei na segunda-feira e já estou na metade do segundo livro e no momento gostando muito! Mas enfim, como há muito tempo eu não fazia uma resenha pro blog sem ser de livros que recebi de parceria, resolvi mudar um pouco isso dessa vez e planejo resenhar toda a saga até o fim de dezembro.


Harry Potter a Pedra Filosofal é o primeiro livro da série literária, acredito eu, mais popular/lida no mundo. Nele conhecemos Harry Potter, um menino que está completando 11 anos, tem uma cicatriz em forma de raio na testa e a coisa que mais queria era se livrar dos Dursley, seus tios. Harry perdeu os pais quando ainda era bebê e foi entregue junto com uma carta explicando os motivos de tal ato na porta da casa de Petúnia, irmã da mãe do menino, e Válter, marido dela. Os Dursley eram uma família muito convencional, que não aprovavam qualquer tipo de coisa anormal e por esse motivo esconderam de Harry todo o seu passado, dizendo que os pais tinham morrido em um acidente de carro. Harry morava num armário debaixo da escada, sempre sendo maltratado por todos da casa, com as atenções voltadas a Duda, o filho dos Dursley, que era malvado e muito mimado. Mal sabia ele que aquela cicatriz tão misteriosa fez com que ele se tornasse uma das pessoas mais conhecidas no mundo mágico...


Quando Harry estava prestes a completar 11 anos, recebeu a sua carta de Hogwarts, a maior escola de magia e bruxaria do mundo. Os tios, que não deixavam Harry ler a carta para continuar mantendo o segredo, fizeram o possível para esconder do menino sua verdadeira identidade: Harry era um bruxo, um dos mais famosos pelo o que aconteceu há 11 anos, e como tal, deveria estudar em Hogwarts, lugar que já teve vaga desde que nasceu.


Mas o que aconteceu é que a escola não estava disposta a desistir tão cedo. Foram mandando cartas e mais cartas, até a paciência do Sr. Dursley esgotar e eles viajarem a um lugar totalmente distante e acabarem parando num casebre, justo no décimo primeiro aniversário de Harry. E é nessa ocasião, no meio da noite, que o casebre é invadido por um gigante que contaria a Harry sua verdadeira origem e o motivo da misteriosa cicatriz. Por meio do gigante Hagrid, então, ele acabou descobrindo que derrotou o maior bruxo das trevas que o mundo mágico já viu e nem sequer se lembrava disso.

"- Você é um bruxo, Harry.
- Eu, eu sou o quê?
- Um bruxo, e vai ser um bruxo de primeira se tiver treinado um pouco.
- Não, o senhor se enganou. Sabe, eu não posso ser um, um bruxo. Eu sou o Harry, só Harry."


Enfimmm, é aí que a história começa a ficar extremamente empolgante! A contragosto dos Dursley, Harry vai com Hagrid ao Beco Diagonal - uma área comercial especializada em vender coisas de bruxos - compra os materiais necessários para seus meses de estudo em Hogwarts e lá acaba conhecendo muitas coisas do mundo mágico. Depois que tudo foi feito, era só esperar! O ano letivo começaria em um mês, e apesar de estar meio receoso por não saber absolutamente nada sobre magia até - o quê? Algumas horas? -, ficou muito surpreso quando notou que todos ali sabiam quem ele era.


Quando 1 de setembro enfim chegou, Harry se encaminhou a plataforma Nove e meia - só eu que estranhei por não ser 9 3/4 que nem no filme? haha - a caminho de Hogwarts. No trem conhece Rony e Hermione, que também estavam de primeira passagem em Hogwarts e que, muito em breve, seriam seus melhores amigos.

Hogwarts tinha 4 casas: Grifinória, Sonserina, Corvinal e Lufa-Lufa. Quando os estudantes entravam em Hogwarts, eram selecionados por uma casa através do Chapéu Seletor, que dizia a casa que o aluno deveria ir de acordo com sua personalidade. Eles eram "divididos" por meio de casas, e nem preciso dizer que o Harry, o Rony e a Hermione ficaram na Grifinória, né? Foi ali que eles se tornaram muito próximos e criaram uma espécie de elo, que durou anos e anos.

Harry Potter e a Pedra Filosofal é um livro bem pequeno, li em 5 horas! Apesar da letra ser bem pequenininha na edição que eu li, o livro flui super bem e você pode ler em um dia. Fiquei totalmente encantada com tudo, e um dos pontos que me fez admirar a J.K Rowling várias vezes durante a leitura é todo esse mundo que ela criou - as casas de Hogwarts, todos esses lugares mágicos, Beco Diagonal, plataforma nove e meia, tantos bruxos famosos e toda essa coisa me fez ficar admirada e pensar quanto tempo ela levou pra escrever - deve ter sido muito! Acho que não será meu livro preferido de todos da série de Harry Potter - falam que O Prisioneiro de Azkaban é o melhor, e eu estou muito ansiosa pra logo começar! -, mas a leitura é suuuper válida e é o livro que eu mais indico se você quiser começar a ter o hábito de ler.

Número de páginas: 224 / Editora: Rocco / Ano: 1997

P.S: Apesar de ter gostado muito dessa edição, recomendo a original, por ter páginas amareladas e uma letra um pouco maior! E a capa da original também é muito amor hahaha

Espero que tenham gostado e até o próximo post!




4 comentários:

  1. Oi Isadora :)

    HP é incrível, né? Eu estou lendo Ordem da Fênix e até agora, o Prisioneiro é o meu preferido. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban é vida ♥ Você vai amar!

    www.a-book-devourer.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Nunca li e nem assisti HP. Querida Isa taguiei o blog com uma tag que eu mesmo criei (tamanha idioctice em uma frase) espero qu responda :).

    http://estantesuja.blogspot.com.br/2014/08/tag-quando-eu-crescer.html

    ResponderExcluir
  4. Haha, Harry fez parte da infancia da maioria de nós. Eu já li e este livro foi - por ser o primeiro - um dos meus favoritos da série.
    Estou louca para comprar a coleção de capa branca.

    Beijos.
    http://livrosporumbeijo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

A leitura é uma porta aberta para um mundo de descobertas sem fim. - Sandro Costa

Obrigada pela visita. Sinta-se a vontade para dar sugestões, fazer críticas ou elogios!