Título: Alucinadamente Feliz
Autor: Jenny Lawson
Editora: Intrínseca
Páginas: 352
Ano: 2016
Valor: R$25,00 à R$35,00 (Depende do site e frete)

Sinopse:
Jenny Lawson está longe de ser uma pessoa comum. Ela mesma se considera colecionadora de transtornos mentais, já que é uma depressiva altamente funcional com transtorno de ansiedade grave, depressão clínica moderada, distúrbio de automutilação brando, transtorno de personalidade esquiva e um ocasional transtorno de despersonalização, além de tricotilomania (que é a compulsão de arrancar os cabelos). Por essa perspectiva, sua vida pode parecer um fardo insustentável. Mas não é.
Após receber a notícia da morte prematura de mais um amigo, Jenny decide não se deixar levar pela depressão e revidar com intensidade, lutando para ser alucinadamente feliz. Mesmo ciente de que às vezes pode acabar uma semana inteira sem energia para levantar da cama, ela resolve que criará para si o maior número possível de experiências hilárias e ridículas a fim de encontrar o caminho de volta à sanidade.
É por meio das situações mais inusitadas que a autora consegue encarar seus transtornos de forma direta e franca, levando o leitor a refletir sobre como a sociedade lida com os distúrbios mentais e aqueles que sofrem deles, sem nunca perder o senso de humor. Jenny parte do princípio de que ninguém deveria ter vergonha de assumir uma crise de ansiedade, ninguém deveria menosprezar o sofrimento alheio por ele ser psicológico, e não físico. Ao contrário, é justamente por abraçar esse lado mais sombrio da vida que se torna possível experimentar, com igual intensidade, não só a dor, mas a alegria.
O livro atrairá todo tipo de leitor por suas situações hilárias, mas tem um apelo especial para quem precisa conviver com transtornos mentais, quer como paciente, quer como parente ou amigo. 



O que eu achei...


Foi uma da poucas leituras surpreendentes do ano... 
Jenny inicia o livros nos alertando sobre o perigo de lê-lo, e se realmente queremos continuar a leitura, mas quem para depois disso não é?
Ao longo do livro ela conta sobre os inúmeros transtornos que "ganhou" ao longo da vida, e descobre (às vezes inventa) mais um pelo caminho... Ela quer ensinar como conviver com tudo isso, e já que ela é mesmo louca, decide então viver de maneira ALUCINADAMENTE FELIZ, como esse carinha da capa do livro.
Sobre as relações com pessoas ao longo do livro:
>> O pai dela é especialista em taxidermia, e ela conta histórias hilárias sobre isso. 
>> Ela não expõe a relação com a filha, mas dá ênfase em vários momentos "que a filha é normal"
>> Ela tem uma amiga fantástica, que acompanha suas loucuras.
>> Sua mãe sempre a encoraja a ver o lado bom das coisas, mas faz a linha bem sincerona;
>> A relação com o Victor, pareceu muito ambígua para mim... Em momentos ele realmente é incrível, relevando as loucuras da esposa, mas em outros me parece um pouco frio e distante. Os diálogos dos dois, são em suas maioria bem legais, Jenny sempre acabar "viajando na maionese", e as vezes eu tive que reler para lembrar qual era o assunto inicial da conversa rs' Victor é a parte séria do relacionamento, que mantem as coisas nos trilhos.
Um capítulo não tem continuidade em outro, mas ás vezes tem umas "lembranças" e tem umas citações do primeiro livro, que só quem leu entende... Por não ter uma sequencia, o livro se torna bem leve, os fatos são aleatórias e completamente imprevisíveis.
Eu realmente me surpreendi com o modo como a autora escreve sobre esses assuntos, que ainda são "tabu" para muita gente. Ela fala sobre a relação dela com o tratamento (remédios, terapia), e tudo o que gira em torno disso.
O livro é: Feliz, triste, melancólico, dramático, engraçado, e acima de tudo real. É impossível não se identificar com pelo menos uma histórias da Jenny.


E você, já leram? O que acharam? Será que só eu me surpreendi?



Oi, pessoas :) Tudo bem com vocês?
Hoje eu vou trazer uma lista com 10 livros que eu quero comprar na Black Friday, se o valor estiver valendo a pena, claro. Vou colocar só 10, porque todos sabemos que lista de desejados geralmente é infinita hahaha.


1- Todo dia  



Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor. 


Hoje está custando R$29,89







2- Temporada de acidentes



Guardem as facas, protejam as quinas dos móveis, não mexam com fogo. 
A temporada de acidentes vai começar. 
Acontece todo ano, na mesma época. Todo mês de outubro, inexplicavelmente, Cara e sua família se tornam vulneráveis a acidentes. Algumas vezes, são apenas cortes e arranhões. Em outras, acontecem coisas horríveis, como quando o pai e o tio dela morreram. A temporada de acidentes é um medo e uma obsessão. Faz parte da vida de Cara desde que ela se entende por gente. E esta promete ser uma das piores. 
No meio de tudo, ainda há segredos de família e verdades dolorosas, que Cara está prestes a descobrir. Neste outubro, ela vai se apaixonar perdidamente e mergulhar fundo na origem sombria da temporada de acidentes. Por que, afinal, sua família foi amaldiçoada? E por que não conseguem se livrar desse mal? 
Uma narrativa sombria, melancólica e intensa sobre uma família que precisa lidar com seus segredos e medos antes que eles a destruam. 


Hoje está custando R$29,89


3- O último adeus


"Desculpa, mãe, mas eu estava muito vazio" - Tyler
O Último Adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz. O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Ter que lidar com a rotina mergulhada numa apatia profunda é um desafio diário que ela não tem como evitar. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas a saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante.


Hoje está custando R$30,90

E já tem resenha feita pela Meise  >> AQUI <<





4 - Poesia com rapadura




Uma compilação de poemas nacionalmente conhecidos pelo público através das telas de TV, e tantos outros inéditos e guardados no coração do poeta. Um apanhado de afetos que versam do Nordeste, do amor, da fé, de tudo que há de belo na vida ou como bem diz, Bráulio Bessa: “uma ruma de sentimentos e pensamentos de um fazedor de poesias”.


Hoje está custando R$40,00









5 - Origem

DE ONDE VIEMOS? PARA ONDE VAMOS?
Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete mudar para sempre o papel da ciência.
O anfitrião da noite é o futurólogo bilionário Edmond Kirsch, de 40 anos, que se tornou conhecido mundialmente por suas previsões audaciosas e invenções de alta tecnologia. Um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, há 20 anos, agora ele está prestes a revelar uma incrível revolução no conhecimento algo que vai responder a duas perguntas fundamentais da existência humana.
Os convidados ficam hipnotizados pela apresentação, mas Langdon logo percebe que ela será muito mais controversa do que poderia imaginar. De repente, a noite meticulosamente orquestrada se transforma em um caos, e a preciosa descoberta de Kirsch corre o risco de ser perdida para sempre.
Diante de uma ameaça iminente, Langdon tenta uma fuga desesperada de Bilbao ao lado de Ambra Vidal, a elegante diretora do museu que trabalhou na montagem do evento. Juntos seguem para Barcelona à procura de uma senha que ajudará a desvendar o segredo de Edmond Kirsch.
Em meio a fatos históricos ocultos e extremismo religioso, Robert e Ambra precisam escapar de um inimigo atormentado cujo poder de saber tudo parece emanar do Palácio Real da Espanha. Alguém que não hesitará diante de nada para silenciar o futurólogo.


Hoje está custando R$49,90




6 - Dias Perfeitos


O protagonista do livro é Téo, um jovem e solitário estudante de medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e dissecar cadáveres nas aulas de anatomia. Num churrasco a que vai com a mãe contrariado, Téo conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de cinema. De súbito, Téo fica viciado em Clarice, e começa a se aproximar de forma insistente. Diante das seguidas negativas, opta por uma atitude extrema: desfere um golpe na cabeça dela e, ato contínuo, sequestra a garota. 
O efeito é tão mais perturbador quanto maior a naturalidade de Téo. Ele fala com calma, planeja os atos com frieza e justifica suas decisões com lógica impecável. A capacidade do autor de explorar uma psique doentia é impressionante - e o mergulho psicológico não impede que o livro siga um ritmo eletrizante, digno dos melhores thrillers da atualidade. Dias perfeitos tem clima sombrio e claustrofóbico, personagens em tensão permanente e diálogos afiados. Angustiante e repleto de reviravoltas, o livro é uma história de amor obsessivo e paranoico que consolida Raphael Montes como uma das mais gratas surpresas da literatura brasileira.


Hoje está custando R$24,99 




7 - Só os animais salvam


Nós, humanos, achamos que somos o máximo. Mas o que temos feito com o nosso mundo? Só os Animais Salvam é um livro que tenta responder a essa pergunta de maneira inusitada. Cada um de seus contos é uma fábula moderna, narrada pela alma de um animal envolvido em mais um de nossos incontáveis conflitos e guerras humanas ao longo do último século, e suas espantosas e formidáveis histórias de vida e morte. Em meio ao caos, os animais conseguem encontrar esperança e inspiração em uma das atividades mais significativas que nossa espécie já criou: a literatura. Ceridwen Dovey reúne fragmentos e personagens da obra de escritores imortais e nos faz sonhar o sonho dos inocentes. Só os Animais Salvam.

Hoje está custando R$35,50





8 - The 42nd St. Band: Romance de Uma Banda Imaginária

Entre os quinze e os dezesseis anos, enquanto convalescia de epifisiólise (rara doença óssea), Renato Russo - à época, ainda chamado Renato Manfredini Jr., em Brasília - criou a história de um grupo de rock formado em 1974, em Londres, a partir do encontro de ícones como Mick Taylor, dos Rolling Stones, e outros roqueiros imaginados pelo futuro líder da Legião Urbana.
Da origem à separação da banda, passando por momentos de sucesso astronômico, Renato pensou em cada detalhe. A partir do personagem Eric Russell, figura central da 42nd St. Band, nasceria Renato Russo, um dos maiores artistas brasileiros de todos os tempos, que tem, portanto, sua gênese revelada neste estrondoso romance inédito.
Hoje está custando R$24,90 









9 - A  mulher do oficial Nazista


Edith Hahn era uma mulher austríaca extrovertida e de opinião forte quando a Gestapo aprisionou os judeus em um gueto e, depois, em um campo de trabalhos forçados. Quando Edith retornou à Viena, ela sabia que seria cassada pelos nazistas. Resolve, com a ajuda de uma amiga cristã, criar uma nova identidade. Assim emerge Grete Denner. Foi como Grete que ela conheceu Werner Vetter, um membro do partido nazista que se apaixonou perdidamente por ela. Apesar de seus protestos e de confessar ser judia, Werner a pediu em casamento e manteve sua identidade em segredo.
Neste livro, Edith reconta como era viver em constante medo. Ela revela como os oficiais nazistas casualmente questionavam a linhagem de seus pais, como ela recusou analgésicos durante o parto de seus filhos, o momento em que seu marido foi capturado pelos soviéticos, quando foi expulsa de sua casa e teve que se esconder de soldados russos bêbados que estupravam mulheres na rua, dentre tantas outras experiências terríveis de um dos períodos mais avassaladores da História. 


Hoje está custando R$29,90



10 - Sob pressão


Sob pressão é um livro arrebatador, a história real de um jovem médico que não quer desistir de lutar. O relato de quem está na frente de batalha, em plantões sucessivos, sem descanso, sem segurança e salário digno atendendo em hospitais arruinados, vivendo o drama das emergências do nosso país. A rotina de guerra que enfrentou ao longo de mais de dez anos, como milhares de médicos brasileiros, faz de Sob pressão um depoimento perturbador. Neste livro, o cirurgião revê sua formação profissional, a fase inicial dos plantões, o caso de amor com a medicina ainda aflorado e o vício na adrenalina do combate, quando operou em CTIs despreparados e até em enfermarias e corredores, desafiando a precariedade das emergências procurando salvar pessoas e a si mesmo.


Hoje está custando R$20,50





O valor total desses livros hoje seria em torno de R$316,00 sem o frete.
Eu não sei se vou conseguir comprar todos durante a Black Friday, mas eu volto aqui mostrando o que eu comprei e quanto ficou.
E vocês, já têm suas listinhas?
Não se esqueçam de marcar os preços atuais para não cair em falsas promoções, ok?



Me inspirei nos posts anteriores e vim deixar minhas indicações de livros que eu li sobre o tema.


A parte 1 vocês encontram aqui: Livros sobre holocausto 1
A parte 2 vocês encontram aqui: Livros sobre holocausto 2 


Irena Sendler, a mãe das crianças do Holocausto


Baseado em relatos diretos da própria Irena Sendler, de outros membros da resistência polonesa e de sobreviventes salvos por ela e seu grupo, o livro descreve, detalhadamente, a vida e as ações de uma das maiores personagens desse tempo trágico - que ficaria praticamente desconhecida até a queda do Muro de Berlim. 
Na época uma garota polonesa iniciando sua carreira no serviço de assistência social, Irena Sendler viu-se no centro da brutal história do século XX quando Varsóvia foi ocupada pelos nazistas, em setembro de 1939, e os judeus encarcerados no gueto para morrer de fome. Os sobreviventes seriam levados aos campos de extermínio. Irena Sendler integra-se então à Zegota, organização clandestina de ajuda aos judeus, salvando assim da morte mais de 2 mil crianças judias. O preço seria alto - muitos dos voluntários são capturados e mortos, e a própria Irena Sendler é presa, torturada e condenada à morte pela Gestapo. Mas ela escapa e retoma seu 'trabalho' - salvar da morte quantas crianças judias pudesse. Irena Sendler passou as décadas seguintes ao fim da Segunda Guerra Mundial atrás da 'cortina de ferro'. Malvista pelas autoridades pró-soviéticas da Polônia, que desconfiavam dos ativistas não-comunistas e, principalmente, dos ativistas pró-judeus, viveria uma espécie de segunda clandestinidade, desta vez histórica. 'A história de Irena Sendler - a mãe das crianças do Holocausto' é parte fundamental do resgate de seu nome, de sua memória e do significado de sua vida.





Irmãs em Auschwtiz


Uma das poucas pessoas a se entregar voluntariamente para o exército alemão e ir a um campo de concentração - quando ainda se acreditava que eram apenas campos de trabalho - Rena Kornreich fez parte do primeiro transporte em massa de judeus para Auschwitz (Polônia) e sobreviveu ao campo nazista por mais de três anos, junto a sua irmã mais nova - Danka. Juntas, ambas tiveram de ser resilientes a cada a perversidade vivenciada durante o período de aprisionamento. E, a despeito da iminência da morte, das doenças, das surras e do trabalho forçado, os relatos de Rena a respeito da convivência entre as prisioneiras nos garantem que a empatia emergida dentro de cada dormitório e de cada grupo de trabalho encorajou essas mulheres a permanecerem unidas até que Auschwitz fosse libertado e suas vidas fossem devolvidas para sempre. 







É hora de falar



Março de 1939. As tropas alemãs invadem Praga, e começa o terror para os judeus checos. Inicia-se, então, É hora de falar, de Helen Lewis, uma notável e verdadeira história de coragem e resistência durante o Holocausto.
Helen, uma jovem estudante de dança em Praga durante a eclosão da II Guerra Mundial, foi parar no gueto de Terezín e, depois, deportada para Auschwitz. Separada de sua família, ela se esforçou para viver em meio à carnificina da Solução Final de Hitler. Como e o que fez para sobreviver é uma história emocionante, contada com humor, franqueza e alguma raiva, mas sem, em momento algum, dar espaço para a autocomiseração. 
Helen não descreveu somente os horrores dos campos de concentração já que são, obviamente, chocantes -, mas analisou o outro lado, o dos nazistas. Segundo ela, nem todos eram homens sem escrúpulos, como o soldado gentil que a salvou de situações adversas e a oficial que a colocou por meses com o grupo de dança do campo. 






O Menino da lista de Schindler


Um pequeno vilarejo, os irmãos, os amigos, as corridas nos campos, os banhos de rio: essa é a verdadeira história de Leon, a história de um mundo despedaçado pela invasão dos nazistas. Quando em 1939 o exército alemão ocupou a Polônia, Leon tinha apenas dez anos. Logo ele e sua família foram confinados no gueto de Cracóvia junto a milhões de outros judeus. Com um pouco de sorte e muita coragem, o menino conseguiu sobreviver ao inferno e foi contratado para trabalhar na fábrica de Oskar Schindler, o famoso empreendedor que conseguiu salvar mais de mil e duzentos judeus dos campos de concentração. 
Neste testemunho que ficou por tanto tempo inédito, Leon Leyson nos conta sua extraordinária história, na qual, graças à força de um menino, o impossível se tornou possível. O Menino da Lista de Schindler é um legado de esperança e um chamado para que todos nós nos recordemos daqueles que não tiveram a chance do amanhã. 






A Bibliotecária de Auchwitz





A Bibliotecária de Auschwitz é um livro diferente. É uma história cheia de detalhes a respeito de um professor judeu, Fredy Hirsh, que criou uma escola secreta dentro do bloco 31, no campo de concentração de Auschwitz, dedicando-se a lecionar para cerca de 500 crianças. Criou também uma biblioteca de poucos volumes com a ajuda de Dita Dorachova, uma menina judia de 14 anos que se arriscava para manter viva a esperança trazida pelo conhecimento e escondia os livros embaixo do vestido. É um registro de uma época sofrida da história, mas que também mostra a coragem de pessoas que não se renderam ao terror e se mantiveram firmes usando os livros como "arma".








O homem que venceu Auschwitz


O livro conta a extraordinária história real um soldado britânico que se infiltrou no campo de concentração de Auschwitz. 
No verão de 1944, Denis Avey trabalhava num campo de prisioneiros de guerra próximo ao campo de concentração de Buna-Monowitz, conhecido como Auschwitz III. Já tinha ouvido falar da brutalidade no tratamento dos prisioneiros de lá e estava determinado a testemunhar o que podia. 
Traçou, então, um plano para trocar de lugar com um prisioneiro judeu e infiltrou-se no campo de concentração, onde foi a testemunha ocular da barbárie que lá ocorria. Durante muitas décadas, Avey não se sentiu preparado para relatar a experiência do passado, porém agora, aos 91 anos, revela em seu livro tudo o que presenciou. O homem que venceu Auschwitz está desde seu lançamento na lista dos mais vendidos britânica








Eu gosto muito de ler livros sobre essa tema, esses são alguns cuja leitura me fizeram refletir sobre muitas coisas.
Vale a pena a leitura de cada um deles, então se você se interessar pelo tema já sabe em quais investir :)