Sobre nós

Curta!

Seguidores

Twitter

Siga por e-mail

Siga!

Eu leio Brasil

Pai bárbaro

Loja do leitor

Meise está lendo

Isadora está lendo

Favoritos de Meise

Favoritos de Isadora

Tecnologia do Blogger.

Link us

Viciadas em Livros

Arquivo do blog

17 de maio de 2014

[RESENHA] A PAUSA DO TEMPO - VALÉRIA MARTINS



Olá, meus queridos!


Nem acredito que, depois de tanto tempo longe deste espaço (tudo bem, admito que fiquei morrendo de saudade de interagir com todos vocês), estou de volta com mais uma resenha sobre a leitura de um livro nacional incrível e que me instigou profundamente. Foram tantas as sensações maravilhosas que procurei descrevê-las detalhadamente, dando ênfase aos principais aspectos da estrutura da obra. Hoje, quero apresentá-los a uma ideia nova de mais uma autora nacional, que conseguiu, graças a sua capacidade de articulação das palavras, entregar um livro bem construído e cheio de significado. 

Mas e então, vamos ao que realmente interessa? 

Vamos começar a nossa caminhada literária através da Literatura e conhecer um pouco mais sobre o livro A PAUSA DO TEMPO (Editora Jaguatirica)


RESENHA:

Muitos são os livros que contam histórias de vida capazes de nos grudar numa poltrona macia e, ao entoar de olhos arregalados, conseguem ganhar de nós a confiança que merecem. Poucos são aqueles que conseguem exaltar em palavras a força do cotidiano e da realidade que nos cerca. Muitos alcançam várias vitrines iluminadas e, sem se deixar perceber, adentram lar e coração de cada leitor apaixonado por personagens e se instauram. E para sempre. Poucos são exatamente aqueles que entendem a nossa alma, que revelam uma parte que desconhecemos de nós mesmos, que conversam ao pé do ouvido, de mansinho e que, apesar de tão próximo e conveniente, nos faz naturalmente desfrutar do prazer que é ter um companheiro querido que nos acompanha na jornada de particular descoberta. 



Sentimentos intensos e eternos como estes caminham juntos e, tal qual afirmados na obra A Pausa do Tempo, da autora Valéria Martins, não parecem ser apenas meras condições inerentes da própria existência humana.


Pensando bem, é muito, muito melhor e saboroso que isso. É como um despertar para a juventude, sem se importar com a enfadonha preocupação de envelhecer, porque cada um de nós profundamente sabe e compreende o quanto tudo isso são filosofias vãs, que embaraçam a oportunidade de uma vida lúcida e sem desvios. É como descobrir o amor em cada coisa que a gente toca, que sente e observa. É como um farfalhar de uma leve folha que, simplesmente, se desprende e percorre um caminho desconhecido. É como a suavidade da música que acolhe os ouvidos e nos faz adormecer e esquecer que nada é tão insignificante ou necessário quanto costumamos pensar.  De leitura obrigatória para qualquer pessoa que costumeiramente acompanha a passagem da vida com um sorriso e uma dúvida pairando sobre a cabeça – porque tudo é efêmero, mas cheio de surpresas, de felicidades e de encantamentos –, a Pausa do Tempo explora diversas temática que compõem a vida das pessoas simples e comuns, esboça recortes naturais que, na maioria das vezes, parecem desmerecedores da nossa atenção e estabelece pequenas regras que, de tão verdadeiras e recompensadoras, nem chegamos a notar que existem. 


Valéria Martins é hábil com as palavras e seu adequado uso no contexto de cada recorte estabelecido combinam, simplesmente, doçura e grande desprendimento. Gostei do tom leve, mas idealista, que prega um fascínio pelas coisas mais simples. Isso me conquistou bastante, porque, da leitura paciente de cada crônica, percebi a honesta relevância de um autor comprometido com a conservação de um estilo e dedicado integralmente com sua função de não somente entreter, de ser uma mera diversão das horas vagas, mas de dar um sentido ao que escreveu. Senti o esmero e a sensação que este livro quis provocar e, da forma como foi concebido, o livro surpreendeu... seja pela fabulosa narrativa que nos dá uma nítida imagem da realidade, seja pela eloquência das ideias. 


A Pausa do Tempo é o livro que precisa – e deve – ser compartilhado, conhecido e lido. É um livro para integrar bons momentos, para levar a todos os lugares, especialmente a lugares distantes, para acolher qualquer saudade. Enfim, seja como for, Valéria Martins provocou em mim uma grata satisfação e um sentimento bom de conforto. 


SINOPSE:  A Pausa do Tempo, de Valéria Martins, presenteia seus leitores com textos de seu blog, 67 crônicas tecidas com sutileza e perspicácia, reflexões lúcidas acerca de amor, literatura, cotidiano, viagens, música e cinema. Sem sair da suavidade, Valéria lança um olhar às vezes leve e divertido, outras vezes denso e doloroso, mas sempre cheio de confiança na vida, no ser humano e em Deus.



Um comentário:

  1. Querido Claudio, MUITO OBRIGADA por suas palavras, que lindo texto, você é um poeta, isso sim. Muito obrigada, vou compartilhar, guardar na fortuna crítica do livro e tudo mais que puder fazer para divulgar esse presente. Beijos,

    ResponderExcluir

A leitura é uma porta aberta para um mundo de descobertas sem fim. - Sandro Costa

Obrigada pela visita. Sinta-se a vontade para dar sugestões, fazer críticas ou elogios!