Sobre nós

Seguidores

Curta!

Instagram

Twitter

Siga por e-mail

Eu leio Brasil

Meise está lendo

Isadora está lendo

Blog Archive

Tecnologia do Blogger.

Link us

Viciadas em Livros

Arquivo do blog

31 de março de 2014

Comprando em sebos

Olá, pessoal! Hoje venho falar sobre um assunto que é meio curioso: compras em sebos. Você sabe o que é um sebo? Já comprou em um? Compraria? Pois bem, sebo é uma loja que vende livros novos, seminovos e usados. Falando informalmente, seria isso. Mas como isso é feito? Pois bem, vou contar pra vocês minha primeira experiência de compra em sebo, que ocorreu em janeiro deste ano, em Foz do Iguaçu - PR.
   Em janeiro fui para Foz do Iguaçu visitar a Isa e a Bárbara (somos amigas virtuais há quase 6 anos), e resolvi ficar 5 dias por lá. Já tinha avisado a Isa que gostaria de ir ao sebo que ela sempre frequentava, porque achava fascinante essa história de poder comprar/trocar livros usados. A maioria dos sebos físicos (falo isso porque existem sebos virtuais, e muuuuuuitos, mas isso falarei mais adiante), geralmente tem um sistema de troca de livros, ou seja, você leva para eles seus livros usados, que não quer mais, eles avaliam e você pode trocar por novos e usados que têm por lá.
   Na minha cidade não existem sebos, nem nas cidades vizinhas, por isso estava extremamente entusiasmada com a novidade. O sebo que acabamos indo não fora o que a Isa sempre ia, mas um que a mãe da Bárbara conhecia e achava ótimo, com o nome "Sebo Amadeus". Troquei dois livros que eu tinha, "Melancia" e "Poderosa 4", e acabei comprando mais um. Naquele sebo, os livros estavam com os valores na capa, e, depois que o carinha (suponho que tenha sido o Amadeus, não? haha), "avaliou" o preço dos meus livros, fui procurar umas preciosidades. Só tenho uma coisa pra dizer: eu, a Isa e Babi nos esbaldamos naquele lugar! Fiquei encantada, sério mesmo, parecia criança; nem me importei tanto assim com o calor que fazia lá.
  Confira fotos dos livros que comprei e do lugar:

1. Senhora - José de Alencar: esse eu acabei comprando por R$ 7,00


O estado dele está bom, não tem nenhuma folha amassada/rasgada/solta... enfim.







2. Quem tem medo de escuro? - Sidney Sheldon: fiquei doida quando vi esse livro lá, porque queria ler mais livros do autor (só li um até agora). Achei a capa linda demais!

Paguei apenas R$ 10,00













A folha de rosto é linda, porém algumas folhas estavam soltas, mas nada que uma fita não ajude, não é mesmo? rsrs Ah, as folhas, apesar de serem brancas, não estavam tão sujas nem nada...



3. O vencedor está só - Paulo Coelho: achei o livro bem interessante, é capa dura e a capa é bastante curiosa.

Tem uma espécie de "mapa" dentro dele, e as folhas não estão tão amareladas/sujas.


*FOTOS EXCLUSIVAS DO LUGAR (OK, ELAS VÃO ME MATAR, MAS ENFIM, O LUGAR É UM UNIVERSO DE LIVROS MESMO!)




-------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Existem também sites de sebos que vendem livros... o mais conhecido por todos é a Estante Virtual. Já realizei duas compras lá, e as mesmas foram bem sucedidas rsrs. Minha última aquisição foi "Clarissa", de capa dura e linda, folhas amareladas, história linda, tudo de bom! A diferença é que na Estante Virtual você encontra váaaaaarios sebos de todo o Brasil que tem o cadastro lá, então você acaba comprando em sebos diferentes sempre, a não ser que você guarde o nome de um específico e tal. Ah, o frete é fixo para qualquer lugar do Brasil, por isso muitas vezes não vale a pena comprar lá.

A capa está meio desgastada






30 de março de 2014

Notícias, babados e bombas: Mais um sucesso de John Green vai virar filme

Super atenção fãs do livro Cidades de papel, sucesso internacional, best-seller, escrito por John Green está em pré produção para ganhar adaptação nas telonas.
O estúdio da Fox, comprou os direitos para a adaptação. Parte da equipe será a mesma que a da "A culpa é das estrelas".

Nada de ir assistir o filme sem ler o livro primeiro, ouviu!?

Sinopse: Em Cidades de papel, Quentin Jacobsen nutre uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, mas hoje ela é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma.
Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte.
Quando descobre que o paradeiro dela é agora um mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia.



O ator Nat Woff irá interpretar Quentin no filme.


Gostaram da novidade? Já leram o livro? São fãs do John Green? Me contem tudo! Hahahahah
Até a próxima, beijos s2

TAG: Quais são seus hábitos literários?

Olá viciadas em livros!
Amo tags, estava passeando pelo blog Desfocando Ideias e no post da Nathalia, encontrei uma TAG livre que eu adorei e resolvi então, vou re-blogar!
Tem hábito de comer enquanto lê? Se sim, qual sua comida favorita?
Nhami, nhami! Não costumo comer sempre, mas quando eu como, gosto de comer bolo de chocolate ou pão de queijo...

Qual sua bebida favorita para acompanhar sua leitura? 
Eu costumo beber muita água enquanto leio um livro, ainda mais se for livros que me fazem chorar. Muitas pessoas têm o hábito de ler tomando café, mas eu não consigo gostar de café :(

Costuma sublinhar uma ou outra passagem enquanto está lendo um livro ou acha que escrever nos livros é uma ideia abominável?
Até gosto, mas poucas coisas como: "Alguns infinitos são maiores que outros". Não costumo grifar, riscar, escrever nos livros porque gosto deles intactos, do jeitinho que chegou quando comprei. Tento preservar o máximo!

Como marca os livros quando interrompe a leitura? Tem um marcador especial ou usa o que tiver à mão (um papel dobrado, etc)? Ou dobra o canto da folha?
Adoro marca páginas que ganho em livrarias, bienal, amigos... mas, infelizmente, tenho poucos. Até mandei e-mail para alguns editoras pedindo, mas poucas me responderam. Tenho 4 marca páginas para ser exata, mas em todos os meus livros (todos, repito!), tem 1/4 de folha de sulfite colorida para usar como marcador.

Qual teu gênero literário favorito: ficção, não-ficção, ou ambos?
Ficção. Acho que quando você consegue ver/ler alguma coisa que nunca poderá fazer, você prende mais a atenção. Do que ir ver "Joãozinho comprar coxinha". 

Gosta de ler até o fim do capítulo ou interrompe a leitura em qualquer parte do livro?
Depende do livro, sério. Livros de crônicas, apesar de não gostar muito, eu respeito... eu leio do começo ao fim. Agora, quando o livro é ruim mesmo, abandono onde estiver.


Tem o costume de procurar o significado de palavras que desconhece quando as encontra no decorrer da leitura?
Não! Nem lendo livros, nem lendo textos científicos, nem lendo poemas, acho que você consegue entender a palavra pelo contexto da frase. A mesma coisa em inglês, se você tem 10 palavras e entende 9, com certeza irá entender a décima!

O que você está lendo no momento?
Jogos Vorazes.

Qual foi o último livro que você comprou?

Para sempre, Jogos Vorazes, Em Chamas e A Esperança!

Costuma ler um livro de cada vez ou tem o hábito de ler vários livros ao mesmo tempo?
Quando estou lendo um livro e tenho que ler outro para o colégio, acabo lendo os dois ao mesmo tempo. Porém, não gosto de misturar.

Tem um local favorito ou uma hora específica do dia para ler?
Na minha cama, durante as tardes porque a casa fica em silêncio.

Prefere séries ou histórias únicas?

Depende, se o livro me prende, prefiro séries.

Tem algum livro ou autor preferido que não se cansa de recomendar para os outros?

Com certeza, a diva da Paula Pimenta 

Como organiza a sua biblioteca/estante? Por gênero, por título, pelo nome do autor ou pela editora?

Minha estante é organizada por ordem de tamanho. 


P.S.: Essas horas já devo estar internada, mas não desgrudo de vocês e deixei minhas publicações programadas no tempinho que eu ficar ausente.
Até a próximas, beeeeeeeeeijos.


28 de março de 2014

[DIY] Quadro branco para lembretes

Olá meus caros pupilos de DIY's! Como vão? Espero que bem, minha vida anda um caos de corrida. Demorei a aparecer, mas antes tarde do que nunca, certo? Vamos aos planos de hoje?
Como sempre, o título já disse muito, então vamos ao passo a passo?



Materiais:



- 1 porta retrato (tamanho de livre escolha), com a moldura branca;
- Caneta para quadro branco;
- Esmalte (cor à sua escolha) - não pode ser restinho;
- 2 folhas de papel sulfite;
- Apagador ou papel toalha/higiênico (para limpar o quadro).

1. Pegue o esmalte escolhido e pinte a moldura toda. Não deixe nenhum cantinho sobrar, viu? Aguarde secar... Caso você seja uma pessoa impaciente e ansiosa, pegue o secador no jato frio.
2. Pegue as folhas de papel sulfite e corte-as no mesmo tamanho que o porta-retrato. Dica: pegue a base do porta-retrato para medir.
3. Quando a moldura já estiver seca, coloque as folhas recortadas, como se fossem fotografias (as duas, uma em cima da outra, viu?) e "feche" o porta-retratos.
4. Seu quadro branco está pronto! Anote o que quiser e nunca mais esqueça [risos], mentira.

PS.: muito útil para revisão de matérias, principalmente para brincar e testar se você sabe todas as fórmulas certinhas para a prova de matemática que está chegando!

PS².: quanto maior for o porta-retrato, maior terá de ser as folhas sulfites.

PS³.: quanto maior for o porta-retrato, mais coisas poderá anotar, fikdik!





27 de março de 2014

TAG: Doenças literárias

Olá pessoal! Como vocês estão? Como está indo a semana?
Hoje, enquanto estava passeando pelo blog Desfocando Ideias e encontrei uma TAG livre, que foi respondida pela Nathalia, uma das nossas leitoras. Achei super interessante e resolvi então, postar aqui no blog
1) Diabetes: Um livro muito doce 
Bruna Vieira tem 18 anos, é colunista da Revista Capricho e dona de um blog chamado Depois dos Quinze. Começou a escrever porque descobriu que o amor da sua vida era na verdade o amor de uma das centenas de fases que ela já viveu. Desde então, com a ordem das palavras escritas e compartilhadas nas redes sociais, Bruna superou a timidez, viajou para a Europa, fez duas tatuagens, mudou de vez para São Paulo e tornou-se uma das adolescentes brasileiras mais influentes da internet com milhares de fãs-leitoras-amigas-seguidoras. Nesse livro você encontra uma mistura de histórias, desabafos e segredos de uma garota que nasceu no interior, ama animais, usa boinas coloridas e ainda acredita no amor simples e verdadeiro.







2) Catapora: Um livro que você pegou pra ler, e nunca mais vai ler de novo
"Você já pensou que num baralho existem muitas cartas de copas e de ouros, outras tantas de espadas e de paus, mas que existe apenas um curinga?", pergunta à sua mãe certa vez a jovem protagonista de O mundo de Sofia.Esse é o ponto de partida deste outro livro de Jostein Gaarder, a história de um garoto chamado Hans-Thomas e seu pai, que cruzam a Europa, da Noruega à Grécia, à procura da mulher que os deixou oito anos antes. No meio da viagem, um livro misterioso desencadeia uma narrativa paralela, em que mitos gregos, maldições de família, náufragos e cartas de baralho que ganham vida transformam a viagem de Hans-Thomas numa autêntica iniciação à busca do conhecimento - ou à filosofia.O dia do curinga é a história de muitas viagens fantásticas que se entrelaçam numa viagem única e ainda mais fantástica - e que só pode ser feita por um grande aventureiro: o leitor.

3) Ciclo menstrual: Um livro que você relê constantemente 
Num clima de muito mistério e suspense, os Karas, enfrentam uma trama macabra internacional que está testando uma perigosa droga em adolescentes dos melhores colégios de São Paulo. Uma droga que pretende reduzir a humanidade à obediência absoluta e aos desígnios do sinistro Doutor Q.I.











4) Gripe: Um livro que se espalhou como gripe
A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.  



5) Asma: Um livro que tirou seu fôlego 
Um homem-bomba se explodiu dentro de um café em Jerusalém. Seis corpos foram encontrados. Uma garota, que se casaria naquele dia, morreu junto com o pai "algumas horas antes de vestir seu lindo vestido branco". E Tal não consegue parar de pensar em tudo isso. Tal é uma israelense que, como toda garota de dezessete anos, vive suas primeiras experiências - o primeiro grande amor, as primeiras escolhas profissionais e também o primeiro atentado. Depois de vivenciar esse momento trágico, ela escreve uma carta a um palestino imaginário, coloca em uma garrafa e pede ao irmão, que presta o serviço militar perto de Gaza, para lançá-la ao mar. Algumas semanas depois, recebe a resposta de um certo "Gazaman"...


6) Insonia: Um livro que tirou seu sono  
Na 2ª temporada de "Minha vida fora de série", Priscila agora está com 16 anos e começa a lidar com questões mais sérias da adolescência: a proximidade do vestibular e, com ele, todos os receios desta fase; amizades que parecem sólidas e que de repente se perdem; o aprendizado de que um namoro tem de ser constantemente cuidado para não se desgastar. Ela também descobre que atos sem pensar, que parecem estar esquecidos no passado, podem marcar irreversivelmente o presente. Nossos queridos personagens - já conhecidos pela série "Fazendo meu filme" estão de volta, para não deixar ninguém com saudade. Não perca os próximos episódios da vida fora de série de Priscila. Você não vai conseguir desgrudar até terminar de ler.




7) Amnésia: Um livro que você leu mas não se lembra muito bem (mas, é ótimo!) 
Berenice tem uma enorme cabeleira vermelha, é miudinha e usa óculos 'fundo de garrafa'. A menina vai ter de enfrentar diversos desafios - ser aceita na pequena cidade do interior de Pernambuco, para onde se muda, e administrar a ausência do pai, que foi tentar a sorte no garimpo. 












8) Doenças de viagem: Um livro que te leva pra outra época/mundo/lugar 
A filha mais nova de Mackenzie Allen Philip foi raptada durante as férias em família e há evidências de que ela foi brutalmente assassinada e abandonada numa cabana. Quatro anos mais tarde, Mack recebe... leia mais uma nota suspeita, aparentemente vinda de Deus, convidando-o para voltar àquela cabana para passar o fim de semana. Ignorando alertas de que poderia ser uma cilada, ele segue numa tarde de inverno e volta a cenário de seu pior pesadelo. O que encontra lá muda sua vida para sempre. Num mundo em que religião parece tornar-se irrelevante, "A Cabana" invoca a pergunta: "Se Deus é tão poderoso e tão cheio de amor, por que não faz nada para amenizar a dor e o sofrimento do mundo?" As respostas encontradas por Mack surpreenderão você e, provavelmente, o transformarão tanto quanto ele.

P.S.: Eu entro em todos os blogs que vocês deixam nos comentários, vocês são 10, estão de parabéns!
P.S.²: Se verem alguma tag e quiser sugerir é só deixar nos comentários.
P.S.³: Semana que vem, vou fazer uma cirurgia no ouvido. Graças a Deus vou acabar com toda a dor que sinto. Fiquem na torcida por mim! (yn)
Então, é isto meninos e meninas, espero que tenham gostado. Até a próxima, beijos..
26 de março de 2014

[VITRINE LITERÁRIA] CONHEÇA A AUTORA CAROL SABAR




Olá, Viciados em Livros!


Depois do tempo ausente da página (espero que me perdoem), estou voltando com tudo, trazendo – como sempre – mais novidades do mundo literário nacional. E é com orgulho que, hoje, trago para a nossa aguardada Vitrine Literária uma autora que atende pelo nome de Carol Sabar. E aí, conhecem essa figura simpaticíssima e talentosa? 
Alguns vão simplesmente surtar, arrancar mais uns fiozinhos de cabelo e gritar: Ah, meu Deus, eu amo a Carol! 
É isso mesmo. Essa mineira tem conquistado a admiração e a preferência de muitos leitores, seja com seu sorriso cativante, com os enredos pra lá de divertidos ou com a intencionalidade ferrenha da sua competência. E, bem, para os que ainda não a conhecem a fundo, quero convidá-los a mergulhar numa história especial e cheia de surpresas, onde desenharemos um panorama muito colorido sobre os livros da autora. 

E, com isso, vamos à nossa excursão:


Começando bem, claro, quero fazer uma pergunta que, certamente, vai fazer os olhos dos mais fissurados fãs do chick-lit e do vampiro mais cobiçado – Edward Cullen, interpretado, nos cinemas, pelo ator Robert Pattinson – se arregalarem. Você acha que é possível alguém nutrir uma paixão quase obsessiva por um personagem a ponto de se meter nas maiores confusões possíveis para conhecê-lo? Pois é, existe a Duda, que já leu a saga Crepúsculo inúmera vezes, conhece todas as passagens dos livros e que, com o conhecimento dos personagens, ficou encantada (vulgo “suspirando de amores”) com o enigmático vampiro bonitão Edward. Para melhorar o ritmo do enredo, a Duda ganha uma inesperada temporada de estudos na cidade de Nova York e, aqui, suas aventuras em busca do seu muso inspirador ganham vida e encantam. Mas, antes disso, o destino permitiu que ela conhecesse Miguel Defilippo e, pasmem vocês, ele é o sósia perfeito do Robert Pattinson.  E, como se deve imaginar, o mundo romântico da Duda muda em 360° e a reviravolta irreversível acontece. 
Não quero contar tudo e estragar as surpresas que a autora reserva ao longo da leitura, mas, vou ser bonzinho e deixar um trecho especial:


Ah, tudo bem. Eu confesso. O negócio é que estou apaixonada por Edward Cullen, o vampiro encantado da saga Crepúsculo, e por Robert Pattinson, o ator que o interpreta nos cinemas. Sei que é uma grande loucura, que o primeiro não existe e o segundo não sabe que eu existo. Mas, depois deles, nenhum homem parece suficientemente perfeito para mim. É isso aí. Pronto, falei”.



 Depois dessa investida, pensam que acabou? Não. Vamos seguir mais um pouquinho e, sem descanso, conhecer a linda e envolvente Bia, uma personagem que ainda nutre um amor de adolescência por Guga, um garoto especial. Pois é, a Bia encontra-se no meio do trânsito caótico do Rio de Janeiro (que continua lindo, mesmo assim), toda envolvida em pensamentos azarados, sem aparentemente notar alguém que está acenando para ela, no táxi ao lado. Sem conseguir atrair a atenção daquela gata pensativa, ele sai do automóvel em que se encontra e caminha em direção à Bia e, inesperadamente, um tiroteio acontece em volta e todo mundo fica paralisado e assustado. E a nossa personagem, tendo premonições sobre o seu último dia na Terra, vê naquele garoto misterioso a única chance de entregar um recado ao amado Guga, sem saber (coitadinha!) que estava conversando com o próprio Guga. Quem diria! Felizmente, eles escapam e, juntinhos, começam a se envolver num relacionamento marcante e que está prestes a entregar fortes emoções. 
E sem revelar a sua identidade, o Guga vai conquistar o coração da Bia de todas as formas inimagináveis. 
Nunca uma maré de azar foi tão engraçada. E o trechinho da vez:


Céu. Céu. Céu. Era o gosto da boca de Guga. Um céu particular, explodindo em fogos de artifício, estrelas cadentes, cometas cintilantes e planetas girando sem parar. Agora fazia nove anos, cinco meses e dois dias que ele havia ido embora para Londres estudar música. E nunca telefonou, nunca mandou uma carta, um sinal de fumaça. Por onde ele andava? Que bocas estaria beijando? Por que eu não conseguia esquecê-lo? Eu era uma mulher e ainda sentia borboletas no estômago só de pensar em minha paixão de adolescência. Dez anos depois e Guga era um fantasma conjurado para me assombrar”.

Ficam, aqui, registrados os contatos para quem se interessou pelos livros da Carol. Ela é um amor, né? 
SKOOB: http://www.skoob.com.br/autor/5074-carol-sabar


E então, meus queridos, curtiram a divulgação de hoje? É isso aí! Próxima semana, nos encontraremos para mais uma viagem sobre literatura nacional. Mandem suas sugestões sobre autores que vocês queriam ver retratados nesta coluna, através do e-mail: claudioquirino86@bol.com.br   








24 de março de 2014

Lançamentos: Escala educacional Lafonte e Geração Editorial


Título do livro: A Arte de Tomar Decisões
Autor: Raymond Charles Barker
Páginas: 160

   Como tomar a decisão certa? Quais elementos devem ser considerados antes de se tomar uma decisão? Como evitar limites que nos impomos e que muitas vezes não são reais? O autor elabora um roteiro das várias decisões que podemos tomar para modificar áreas importantes do nosso dia a dia, como saúde, relacionamentos e trabalho.



-------------------------------------------------------------------------------------------------



Título do livro: Como viver eternamente
Autora: Sally Nicholls




   Meu nome é Sam. Tenho onze anos. Coleciono histórias e fatos fantásticos. Quando você estiver lendo isso, provavelmente já estarei morto. Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos.










23 de março de 2014

15 sinais que você está VICIADA em livros

   1)      Você prefere dias de chuva do que sol, mesmo que goste de ler em dias bonitos. 
   2)      Um enorme biblioteca é tudo o que você quer na sua casa dos sonhos.


   3)      Fica traumatizado com as coisas que acontecem “apenas” em livros.
   4)      Sua família se recusa a comprar livro para você, para não manter o vicio.
   5)      Quando alguém começa a ler um livro que você indicou, sua fé dobra, aumenta, triplica.
   6)      Quando você sai de férias, leva uma mala de livros.


   7)      Você não consegue entender como uma pessoa não gosta de livro.
   8)      Quando ganha um livro que está “destruído” faz de tudo para melhorar sua aparência.
   9)      Você sabe como a leitura é exaustiva e ás vezes dolorosa.
   10)   Terminar um livro que você adorou, é como perder seu melhor amigo.


   11)   Odeia emprestar seus livros, ou que acabem com a lombada dele.
   12)   Ir a uma livraria e estar fechada é como levar um tiro no peito.
   13)   Você não tem espaço para colocar tudo dentro do seu quarto, mas os livros continuam aumentando cada dia mais..
   14)   Você fica mais entusiasmado com o “like” nas suas resenhas no Skoob do que qualquer um no Facebook.
   15)   Você só leu este post porque esqueceu o livro em casa ou está indeciso em qual livro irá ler.


                                                             Isto te de definiu? Comenta aí... Beijos, até a próxima :)

Biografia: Bruna Vieira

Olá pessoal! Tudo bem com vocês? (Espero que sim, hahahaha.)
Nascida em Minas Gerais (na cidade de Leopoldina), mas mora em São Paulo atualmente, Bruna Vieira tem 19 anos (18 de maio de 1994), além de escritora, ela é colunista da revista Capricho e um blogueira nacional. Ela mudou para São Paulo, deixando toda sua familia, amigos, namorado, para realizar seu sonho com apenas 17 aninhos..Seus óculos, seu estrabismo e o complexo com o peso fizeram de Bruna uma criança tímida. Nunca foi a mais bonita ou engraçada da turma, mas de alguma forma, sempre se considerou diferente. Foi após a primeira ilusão amorosa que o amor pelas palavras nasceu, com apenas 15 anos, criou o blog.
Embora ela se sinta mais confortável escrevendo sobre sentimentos, de um tempo pra cá tem se interessado por diferentes assuntos do – complexo – universo feminino. Moda, Música, Fotografia, Make up e tudo além dos três pontinhos.
Sobre seu primeiro livro: Acho que todos nós passamos por coisas bem parecidas nessa vida. Crescemos, vamos para escola e nos tornamos garotas inseguras, nos apaixonamos por caras errados, precisamos deixar coisas para conquistar outras... É justamente sobre isso que o livro fala. O meu ponto de vista. O meu jeito de superar todas essas fases e dar a volta por cima.” (Declarou ela em entrevista para revista Capricho)
Em 2012, publicou um livro de crônicas e contos e ganhou uma coluna na Revista Capricho. Como #ViajanteCI, conheceu diversos países e então, decidiu que iria compartilhar cada experiência em um canal do youtube. Nesse meio tempo o Depois Dos Quinze cresceu, mudou e amadureceu. Hoje é um meio de comunicação, o maior do seu segmento, com direito a uma equipe de colaboradores que sempre tem coisas interessantes para contar.






                                                      A MENINA QUE COLECIONAVA BORBOLETAS
 Bruna Vieira está cada vez mais longe dos quinze, e sabe que crescer nunca é tão simples. Considerada uma das blogueiras mais influentes do mundo, mais uma vez ela dá vazão ao seu talento como escritora com este seu novo livro de crônicas e pensamentos, em que mostra o quanto amadurecer e conquistar a independência é maravilhoso, mas tem seus desafios e poréns. A garota do interior que usa batom vermelho e que realizou seus maiores sonhos continua inspirando adolescentes de todo o país. Para ela, as páginas deste livro significam o bater de asas das borboletas que colecionou dentro do peito por algum tempo e que agora, finalmente, pode deixar que voem livres por aí.





                                DE VOLTA AOS QUINZE
"Anita tem 30 anos e sua vida é muito diferente do que ela sonhou para si. Um dia, ao encontrar seu primeiro blog, escrito quando tinha 15 anos, algo inusitado acontece e tudo ao seu redor se transforma de repente. Com cabeça de adulto e corpo de adolescente, ela se vê novamente vivendo as aventuras de uma das épocas mais intensas da vida de qualquer pessoa: o ensino médio. Ao procurar modificar acontecimentos, ela começa a perceber que as consequências de suas atitudes nem sempre são como ela imagina, o que pode ser bem complicado. Em meio a amores impossíveis, amizades desfeitas e atritos familiares, Anita tentará escrever seu próprio final feliz em uma página misteriosa na internet."
                                                                            DEPOIS DOS QUINZE
Bruna Vieira tem 18 anos, é colunista da Revista Capricho e dona de um blog chamado Depois dos Quinze. Começou a escrever porque descobriu que o amor da sua vida era na verdade o amor de uma das centenas de fases que ela já viveu. Desde então, com a ordem das palavras escritas e compartilhadas nas redes sociais, Bruna superou a timidez, viajou para a Europa, fez duas tatuagens, mudou de vez para São Paulo e tornou-se uma das adolescentes brasileiras mais influentes da internet com milhares de fãs-leitoras-amigas-seguidoras. Nesse livro você encontra uma mistura de histórias, desabafos e segredos de uma garota que nasceu no interior, ama animais, usa boinas coloridas e ainda acredita no amor simples e verdadeiro.


Você pode encontra-la no Webstagram, Facebook, Tumblr, Youtube e saber mais sobre ela no seu blog Depois dos quinze!!
"Amigo é aquele que te ajuda quando você erra, amigo de verdade é aquele que não deixa que você cometa o erro." (Bruna Vieira)
Espero que vocês tenham gostado.. se lerem os livros dela, me contem o que acharam! (Não roubem ela de mim também Hahahahha..)